A parteira e o djim

terça-feira, 21 de junho de 2016

AfroHistorias
para cambiar el Mundo

21 de junho é um dia mágico: não só pelo Solstício de Inverno aqui no Hemisfério Sul mas também porque acontece o evento mundial, proposto pela Red Internacional de Cuentacuentos (www.cuentacuentos.eu), "Histórias para Transformar o Mundo". E nós, é claro, vamos participar!!!

Nossa ideia é fazer uma mini edição de nosso Festival HADITHI NJOO aqui na AfroEscola Laboratório Urbano e seguir celebrando nossas resistentes ancestralidades.



A programação será a seguinte:
"Por que AfroContar? Como temos AfroContado?", conversatório, às 19 horas
"Ele vem de e vai a África", com Odé Amorim, às 19h30
- espaço aberto para afrocontações + vivência "começando a afrocontar", às 20 horas
"AfroDegustações Contadas", com Maria Dias (COMIDA DE QUINTAL), às 21 horas
- lançamento e distribuição de publicações (documentário HADITHI NJOO 2015 e coletâneas), às 21h30.



E quem desejar compartilhar uma afrohistória - coletada ou pessoal, familiar - pode se inscrever no e-mail projetooficinativa@hotmail.com.


Também teremos, durante os períodos matutino e vespertino, intervenções narrativas na Escola Waldorf Jardim dos Jasmins, em Santo André, numa dinâmica de interações narrativas entre pais e filhos.

Sobre o evento, informações na página www.historiasparacambiarelmundo.blogspot.com.br.


Que venham, que venham

Que venham as histórias!!!

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

E nasce
mais uma
resistência AFRO!

Finzinho de ano mas ainda tem muito coisa para acontecer. E assim participamos do lançamento do Instituto Tabono do contramestre e amigo Pingo (Ewerton Maurício).
AfroPoemas 2015

Como tradição já, novembro é época de nosso concurso solidário AfroPoemas.



O que nos contam os AfroCapixabas?

E também recebemos durante novembro - com grande prazer - @s amig@s Fábio e Claudia Pererê aqui em nossa região. Ainda com aquelas boas lembranças dos dias de Espírito Santo em agosto passado...
AfroPalabras de Mirta Portillo


Novembro bem agitado aqui na AfroEscola Laboartório Urbano e para as afrocontações: começamos o período com uma residência sociocriativa e artística com a grande narradora oral cubana Mirta Portillo.











Literaturas Negras, 
em exposição e em discussão


Entre 1 e 4 de outubro aconteceu em Diadema o IV Festival do Livro e Leitura com muitas atividades. Na sexta dia 2, as afrocontações marcaram presença em 2 momentos:

- um debate

- uma apresentação





quarta-feira, 30 de setembro de 2015

AfroHistórias mineiras dançadas

Um prazer poder ter participado da vivência dos Arturos...
AfroAndreenses
e outras histórias pretas do ABC

Um projeto para nós de muito significado em parceria com o Museu de Santo André Dr. Octaviano Gaiarsa...

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Museu + Histórias negras

A participação no 1° Encontro Estudantil de Histórias AfroBrasileiras, organizado pelo companheiro contador Fábio Pererê, foi o estímulo primordial para que chegassemos a Vitória, ao Espírito Santo. Mas a partir desse ponto, muitas outras coisas foram se encadeando.

A iniciativa, organizada na parceria com o grupo Filhos do Griô, ocupou por 3 dias o MUCANE - Museu Capixaba do Negro - além de promover outras conexões externas.